Skip to content

Archive for novembro, 2012

30
nov

Governo anuncia mais de R$ 12 bilhões para obras nos municípios

Desde a manhã desta quarta, dia 28, o governador Beto Richa está conversando com os novos prefeitos e prefeitas eleitos na cidade de Foz do Iguaçu. Logo na abertura do evento, o governador anunciou a criação do Programa de Modernização da Infraestrutura (Proinfra), que irá disponibilizar mais de R$ 12 bilhões a serem investidos entre o ano que vem e 2014.

Os recursos deverão ser aplicados em obras de rodovias, portos, energia, saneamento e habitação, além da construção de escolas e delegacias.

De acordo com o governador Beto Richa, o programa trará melhoras para os municípios e terá forte impacto nos próximos dois anos, contribuindo principalmente para a qualidade de vida dos moradores.

Matéria completa da Agência de Notícias do Paraná

Richa anuncia R$ 12,5 bilhões para obras em todo o Paraná

O governador Beto Richa anunciou nesta quarta-feira (28), na abertura do encontro com prefeitos eleitos em Foz do Iguaçu, a criação do Programa de Modernização da Infraestrutura (Proinfra), que prevê R$ 12,5 bilhões em investimentos entre 2013 e 2014. Os recursos serão aplicados em rodovias, portos, energia, saneamento, habitação e construção de escolas e delegacias.

Com o programa, o governo estadual quer eliminar grandes gargalos logísticos e acelerar o desenvolvimento econômico e social do Paraná. “Estamos iniciando um novo tempo de investimentos na infraestrutura do Estado, com planejamento e determinação para solucionar problemas que se arrastam há décadas”, disse o governador.

Os investimentos do Proinfra serão distribuídos nas seguintes áreas: rodovias (R$ 2,547 bilhões), portos (R$ 1,6 bilhão), edificações de escolas e delegacias (R$ 945 milhões), ampliação da oferta de energia (R$ 4,162 bilhões), saneamento (R$ 1,437 bilhão), oferta de gás (R$ 246 milhões), habitação (R$ 492 milhões) e desenvolvimento urbano (R$ 1,080 bilhão).

Richa explicou que o programa terá forte impacto nos municípios do Paraná nos próximos dois anos, contribuindo principalmente para a qualidade de vida dos moradores e criando condições para a atração de empresas e geração de novos empregos.

O governador lembrou que o Paraná atraiu R$ 20 bilhões em investimentos em dois anos, o que irá gerar cerca de 120 mil empregos. “O Paraná tem hoje um governo democrático, que – com diálogo e entendimento – tem resgatado a confiança de empreendedores e tornado o Estado um ambiente seguro para os negócios”, disse Richa.

O governador fez ainda um balanço dos primeiros dois anos de gestão na área de infraestrutura do Estado, destacando a construção de casas, escolas, conservação das estradas e unidades de saúde. “Com criatividade e com profissionais de qualidade, estamos avançando com grandes projetos de Estado”, disse.

FINANÇAS

Segundo o governador, o investimento do Proinfro será possível graças à austeridade nos gastos públicos. Richa disse que os estados e municípios têm dificuldades financeiras devido, principalmente, à escassez de recursos repassados pelo governo federal. “Cada vez mais a União tem penalizado os estados com cortes de recursos, apenas sobrecarregando os municípios com atribuições”, afirmou. Ele defendeu a realização de um pacto federativo no país.

CONGRESSO

Sobre o encontro em Foz do Iguaçu com prefeitos eleitas do Paraná, Richa disse que o objetivo é apresentar aos gestores municipais os projetos e programas de cada área do Estado e, assim, aproximar as administrações para reforçar o desenvolvimento das cidades.

“É ótima oportunidade de interiorizar o governo e mostrar que estamos de portas abertas”, disse o governador. A iniciativa faz parte do Programa de Estudos Avançados para Líderes Públicos, promovido em parceria pelo Governo do Paraná e o Sebrae-PR. A intenção é auxiliar as novas administrações municipais a planejar os primeiros 100 dias de governo.

30
nov

Investimento vai beneficiar jovens e proporcionar qualificação

Essa semana, a presidente Dilma Rousseff, anunciou o investimento do governo na qualificação profissional de jovens e trabalhadores, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Até 2014 serão criadas 8 mil vagas em cursos técnicos e de qualificação.

Para garantir a oferta de vagas, o governo vai financiar R$ 1,5 bilhão para o Senai investir na construção de 53 escolas, na modernização e na ampliação de 251 unidades de ensino existentes.

Matéria completa do Ministério da Educação

Investimento do governo beneficia 1,1 milhão de jovens por meio do Senai

A presidenta da República, Dilma Rousseff, destacou nesta segunda-feira, no programa semanal de rádio Café com a Presidenta, o investimento do governo federal na qualificação profissional de jovens e trabalhadores. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) vai criar 8 milhões de vagas em cursos técnicos e de qualificação profissional até 2014. Hoje, 2,2 milhões de jovens e trabalhadores frequentam cursos oferecidos pelo programa.

Entra as iniciativas do governo federal nessa área está a parceria com o Sistema S, principalmente com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), referência em ensino profissionalizante no Brasil. Segundo a presidenta, essa parceria garantirá a formação de jovens e trabalhadores em cursos de excelência, sintonizados com as necessidades da indústria. “Do ano passado para cá, 1,1 milhão de jovens e trabalhadores fizeram a matrícula para estudar de graça no Senai, nos cursos técnicos, nos cursos de aprendizagem profissional e nos cursos de qualificação”, disse.

Dilma explicou que o Brasil precisa de mão de obra qualificada e de técnicos bem formados para ter uma indústria forte e competitiva para garantir o crescimento do país e a criação de oportunidades de trabalho. “Além de formar engenheiros, matemáticos, médicos e professores, o Brasil vai precisar formar também técnicos em automação industrial, petróleo e gás, mineração, mecatrônica, manutenção de aeronaves, eletrônica, indústria naval e computação”, citou.

Para assegurar a oferta de vagas, o governo financia R$ 1,5 bilhão para o Senai investir na construção de 53 escolas, na modernização e na ampliação de 251 unidades de ensino existentes. “Um país que aposta na educação profissional e que tem uma indústria forte e competitiva consegue crescer e se desenvolver, gerar mais oportunidades, mais renda e emprego de qualidade”, disse a presidenta.

30
nov

50 mil ingressos são doados pela Fifa para Bolsa Família e indígenas

A contagem regressiva para a Copa do Mundo 2014 no Brasil está para começar e todos terão acesso aos ingresso e poderão assistir aos jogos, inclusive as famílias de baixa renda e os indígenas.

Essa semana, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, visitou as cidades-sede da Copa e anunciou a doação de 50 mil ingressos de um dos maiores eventos esportivos do mundo para indígenas do Brasil e beneficiários do programa Bolsa Família

Matéria completa da Gazeta do Povo

Fifa doa 50 mil ingressos para Bolsa Família e indígenas

O anúncio do “presente” foi feito nesta quarta-feira, em São Paulo. Ministro dos Esportes Aldo Rebelo demonstrou surpresa com a iniciativa

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, anunciou nesta quarta-feira (28) a doação de 50 mil ingressos da Copa de 2014 para indígenas do Brasil e beneficiários do programa Bolsa Família. A entrega simbólica dos bilhetes ao governo federal foi feita para o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, após a reunião do Comitê Organizador Local (COL) realizada em São Paulo.

“Resolvemos pensar em todos que não têm facilidade em assistir aos jogos da Copa”, discursou Valcke, dizendo ter “um presente para o Aldo Rebelo” quando fez a entrega simbólica dos ingressos. Segundo o dirigente da Fifa, a responsabilidade de distribuir os bilhetes será do governo brasileiro.

Revelando surpresa pela iniciativa da Fifa, Aldo Rebelo não explicou como serão distribuídos os 50 mil ingressos doados nesta quarta-feira. Ele admitiu, porém, que a prioridade será dar os bilhetes para as crianças das famílias que fazem parte do programa Bolsa Família.

“Agradeço a Fifa pelo gesto de elevado significado para o nosso País e nosso povo. É um gesto de homenagem ao país do futebol, principalmente aos mais pobres, que têm dificuldade até para comprar a meia-entrada. O povo brasileiro ama o futebol. Para o Brasil, o futebol tem uma expressão além de uma modalidade esportiva. É um elemento da nossa identidade, nossa cultura, nosso imaginário e nossa formação social”, disse Aldo Rebelo. “Vamos procurar que chegue às crianças.”

O preço dos ingressos para a Copa chegou a causar atritos entre a Fifa e o governo federal no passado. Mas as divergências já ficaram para trás, depois da criação de cota de bilhetes com valores populares e da adoção da meia-entrada. Para completar, a entidade agora presenteia o Brasil com essa doação para os beneficiários do Bolsa Família e os indígenas.

29
nov

Luto no jornalismo e no Brasil: morre Joelmir Beting

O país perdeu um grande nome do jornalismo brasileiro na madrugada desta quinta, dia 29. Joelmir Beting estava internado desde o dia 22 de outubro no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e, no domingo (25), sofreu um acidente vascular encefálico hemorrágico (AVE).

No boletim divulgada nesta quarta, o hospital Albert Einstein informou que o jornalista estava em coma irreversível.

O filho de Joelmir Beting, o também jornalista Mauro Beting, divulgou na rede social Facebook o horário da morte do pai, e escreveu: “um minuto de barulho por Joelmir Beting: 21 de dezembro de 1936 – 0h55 de 29 de novembro de 2012”. Mauro estava no ar, na Rádio Bandeirantes, quando soube da morte do pai.

O ex-ministro Alceni Guerra comentou, com pesar, o falecimento de Joelmir em sua página do Facebook.

Joelmir foi um dos jornalistas mais sérios que mundo já produziu. Era capaz de tratar com dignidade e responsabilidade as vítimas de linchamento moral da imprensa, sabia descobrir quem não devia nada, mesmo contrariando os interesses políticos e empresariais dos capitães das TVs. Tinha a coragem de ser Joelmir Beting“, escreveu Alceni.

Ainda sobre Joelmir Beting, em seu twitter, Alceni citou uma frase de Winston Churchill: “O preço da grandeza é a responsabilidade”.

29
nov

Royalties do petróleo ainda estão em discussão nos Estados

A discussão sobre o royalties do petróleo continuam e os governadores vão enviar para a Presidente da República, Dilma Rousseff, uma mensagem solicitando a sanção do Projeto de Lei 2.565/2011, que estabelece novas regras de distribuição dos royalties do petróleo. De acordo com os governadores, a questão agora é tratar do assunto como uma riqueza nacional.

Segundo o governador beto Richa, o governo federal deve considerar a redistribuição dos royalties como uma forma de compensar todos os estados pelas perdas de arrecadação e pelas responsabilidades que estão sendo transferidas às administrações regionais pela União. Além disso, Beto Richa acha fundamental que os municípios recebam parte dos recursos pelos interesses da população.

Matéria completa da Agência de Notícias do Paraná

Governadores querem sanção da lei dos royalties do petróleo

Os governadores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul enviarão mensagem à presidente Dilma Roussef pedindo que ela sancione o Projeto de Lei 2.565/2011, que estabelece novas regras de distribuição dos royalties do petróleo. O argumento é de que se trata de uma riqueza nacional.

A redistribuição do pagamento dos royalties entre os estados foi um dos assuntos tratados nesta terça-feira (27), em Curitiba, durante reunião do Conselho de Desenvolvimento e Integração do Sul (Codesul), sob a presidência do governador Beto Richa. Segundo ele, 24 estados brasileiros já se manifestaram favoráveis à legislação aprovada no Congresso Nacional.

Richa destacou que o governo federal deve considerar a redistribuição dos royalties como uma forma de compensar todos os estados pelas perdas de arrecadação e pelas responsabilidades que estão sendo transferidas às administrações regionais pela União. Ele também considera fundamental que os municípios recebam parte dos recursos. “Temos que defender os interesses de nossa população”, declarou.

O governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, entregou um estudo realizado pelo senador Wellington Dias, que detalha o impacto da nova distribuição dos royalties do petróleo. O trabalho demonstra que não haverá impactos relevantes na arrecadação de nenhum dos estados brasileiros. “Nós temos que definir nosso horizonte futuro que não se apresenta promissor”, afirmou.

O secretário do Planejamento do Rio Grande do Sul, João Motta, que representou o governador Tarso Genro, disse que os governantes, mesmo sendo da base da presidente Dilma Roussef, não podem se omitir. “Poderemos ter um quadro ainda mais difícil para gerir nossos estados. É preciso pressionar o governo federal para que ele sinalize uma janela de compensação”, destacou.

DÍVIDAS

Os membros do Codesul também debateram as dificuldades com o pagamento das dívidas estaduais com o governo federal. Segundo Richa, a dívida do Paraná não baixa por conta dos altos juros cobrados pela União. “A União não pode continuar tirando a nossa condição de investir em obras para a melhoria da qualidade de vida da população”, reforçou.

O secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, detalhou o posicionamento do Codesul contrário às medidas que prejudicam a arrecadação estadual. Ele explicou que o Paraná deve perder R$ 750 milhões em receitas, somados os anos de 2012 e 2013, devido às mudanças determinadas pelo governo federal nas tarifas do setor energético.

FERROVIA

Os governos do Codesul também defendem a revisão do traçado da Ferrovia Norte-Sul, anunciada pelo governo federal dentro do Programa de Investimento em Logística (PIL) em agosto passado. Os representantes dos quatro estados assinaram um ofício que será enviado ao Ministério dos Transportes, pedindo a inclusão de um ramal até o Mato Grosso do Sul no projeto.

A sugestão é que a estrada de ferro passe ainda pelos principais polos produtores do setor agropecuário do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “O PIB dos estados do Sul equivale a 17% da geração nacional de riquezas. Por sua importância, a região merece um tratamento compatível com seu tamanho nos investimentos federais em logística e infraestrutura”, disse Richa.

BRDE

O Codesul também anunciou nesta terça-feira a capitalização do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que terá aporte financeiro superior a R$ 685 milhões no próximo ano. O capital é cerca de oito vezes maior que o atual, de R$85 milhões.

A media soluciona o problema de esgotamento da capacidade de alavancagem operacional do BRDE, provocado pelo crescimento expressivo dos contratos de financiamentos. O último aporte de capital ao banco há 20 anos, feito pelo então governador José Richa. “É uma medida extremamente importante, pois o banco auxiliará nossos estados com investimentos e recursos maiores”, disse Beto Richa.

29
nov

Prazo para assinar cancelamento do Fies é até o dia 30/11

Até a próxima sexta, dia 30, os estudantes que solicitaram no Sistema Informatizado do Fies (SisFies) o encerramento antecipado do contrado do Fies podem ir até um financeiro da Caixa Econômica ou do Banco do Brasil e assinar o pedido.

Se o aluno não for até um agente e não formalizar o pedido dentro do prazo, terá a solicitação cancelada.

Matéria completa do Ministério da Educação

Prazo para homologar pedido de encerramento vai até o dia 30

Estudantes que pediram no Sistema Informatizado do Fies (SisFies), até 15 de novembro, o encerramento antecipado do contrato de crédito do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm prazo até a próxima sexta-feira, 30, para comparecer ao agente financeiro (Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil) e assinar o pedido. Quem não cumprir o prazo terá sua solicitação cancelada.

Estabelecido pela Resolução nº 7/2012 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicada no Diário Oficial da União no dia 12 de novembro, o prazo para assinar o pedido do encerramento no banco até dia 30 é excepcional para este mês. O prazo usual para ir ao agente financeiro é de cinco dias, a contar do terceiro dia útil a partir da data da confirmação do pedido de encerramento no SisFies.

Opções – O aluno que não assinar o documento no agente financeiro até o dia 30 terá que esperar até janeiro para fazer novo pedido, pois a solicitação não pode ser feita em junho e dezembro.

Para pedir o encerramento antecipado do financiamento do Fies, o estudante deve entrar no módulo respectivo no SisFies, até o 15º dia dos meses de janeiro a maio e de julho a novembro, e escolher  uma das quatro opções disponíveis, que vão desde a liquidação imediata do saldo devedor até a permanência nas respectivas fases do financiamento, na forma originalmente contratadas.

Após fazer a solicitação e receber a confirmação do pedido no SisFies, o aluno precisa procurar o agente financeiro para assinar a solicitação. Será necessária a assinatura do fiador, caso o estudante tenha optado pela fiança convencional ou fiança solidária.

29
nov

Prefeitos já se encontram com governo estadual do PR

Desde ontem, dia 28, o governador Beto Richa, juntamente com membros do governo estadual, estão se encontrando com os novos prefeitos e prefeitas eleitos para ajudar nas novas gestões e tentar implantar vários projetos estaduais nos municípios.

Além disso, as secretarias de Estado, alguns órgãos e empresas públicas também participam e tentam dar aos gestores eleitos uma visão completa dessa parceria entre governo estadual e municipal e como é possível trabalhar juntos pelo desenvolvimento das cidades.

Matéria completa da Agência de Notícias do Paraná

Prefeitos começam a ser atendidos em estandes do governo no encontro em Foz

Mais de 1,6 mil pessoas – entre as quais 343 prefeitos e 114 vice-prefeitos – estão inscritas para o Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos, que começa oficialmente na noite desta quarta-feira (28), em Foz do Iguaçu. Mesmo antes da abertura oficial, a movimentação já era grande nos estandes montados pelo governo do Estado para atender os gestores municipais e orientar sobre projetos e programas estaduais.

Todas as secretarias de Estado, além de órgãos como a Fomento Paraná e empresas públicas como a Copel e a Sanepar, montaram estruturas no local do evento para dar aos gestores eleitos uma visão completa de como Estado e municípios podem atuar em parceria pelo desenvolvimento das cidades.

“A aproximação com o governo estadual neste encontro é uma oportunidade preciosa. Há muito tempo os municípios, principalmente os menores, não tinham essa oportunidade de conversar com diversos órgãos estaduais num mesmo local e de conhecer de perto os programas de forma integrada e ágil”, disse o prefeito de Sulina, Almir Costa.

Para o prefeito eleito de Itaipulândia, Miguel Bayerle, o encontro é especialmente importante para os gestores em primeiro mandato. “Para quem está tomando conhecimento do funcionamento da gestão pública, é muito produtivo ter toda a estrutura de apoio reunida num mesmo lugar. Aqui poderemos adequar nossas necessidades aos programas já existentes no governo estadual e com isso otimizar recursos e incrementar resultados”, disse.

REUNIÕES

Vários secretários de Estado já fizeram reuniões com prefeitos e secretários municipais ao longo desta quarta-feira. O secretário da Cultura, Paulino Viapiana, reuniu-se com um grupo de prefeitos de vários municípios no estande da pasta. Além de apresentar iniciativas como a Biblioteca Cidadã, a Virada Cultural e apoio a festivais de artes, ele procurou estreitar o relacionamento com as cidades.

“O mais importante é ouvir o que os municípios querem, para que nossas ações sejam pautadas com base nas reivindicações que os próprios municípios têm”, destaca Viapiana.

A movimentação de prefeitos também é grande no estande da Sanepar. A empresa colocou à disposição dos novos líderes uma estrutura de atendimento para que eles conheçam a atuação da Sanepar em cada um dos municípios. Além dos serviços de água e esgoto, a Sanepar pode auxiliar as prefeituras na arrecadação da taxa de lixo; apoiar atividades que permitam ampliar a coleta de material reciclável e promover a inserção social dos catadores; patrocinar projetos de recuperação ambiental, e outros. No estande da Sanepar também são apresentados os investimentos e serviços prestados que beneficiam as famílias paranaenses.

“Pretendemos que a Sanepar efetue a cobrança da taxa do lixo na fatura de água e começamos a conversar neste sentido. Se conseguirmos implantar será um grande benefício para a população da cidade”, disse o prefeito de São Miguel do Iguaçu, Cláudio Dutra, que conversou com o diretor comercial da Sanepar, Antonio Carlos Belinati, e com gerentes da empresa.

INFRAESTRUTURA

“O Governo do Estado está ampliando as parcerias com os municípios com o objetivo de criar grandes corredores de desenvolvimento, ligando a porteira ao porto”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. Ele lembra que na área de infraestrutura, a parceria com as prefeituras é primordial para garantir boas condições de operação às empresas e ampliar o acesso a serviços como transporte escolar e saúde.

Na área de segurança pública, o carro-chefe é a apresentação do programa Paraná Seguro, que inclui obras como a construção de delegacias cidadãs e novas sedes para o Instituto Médico-Legal (IML) em cidades do interior. “A contrapartida municipal é importante em aspectos como a doação de terrenos para as obras necessárias para a segurança pública das cidades. Vamos apresentar também o projeto de instalação de 400 módulos móveis policiais, que permite mobilidade e agilidade para locais que forem necessários, além de toda a gama de projetos que já foram estruturados”, diz o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques.

JUSTIÇA

O Procon, ligado à Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, está distribuindo aos prefeitos e secretários municipais cartilhas com informações necessárias para a criação de Procons municipais. “A cartilha tem como objetivo incentivar a criação de órgãos de defesa do consumidor em cada município do Estado”, afirma a secretária Maria Tereza Uille Gomes.

Além da criação dos Procons, a Secretaria da Justiça quer incentivar a municipalização de conselhos, como os de Direitos Humanos, da Mulher, das Políticas Públicas sobre Drogas, da Pessoa com Deficiência, dos Idosos e da Igualdade Racial. “Os conselhos são instrumentos garantidores de uma sociedade mais humana e justa”, acredita Maria Tereza.

FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Os prefeitos também estão recebendo informações sobre o Família Paranaense, programa que já atende 30 municípios e está em fase de expansão para mais 100, passando a atender 30 mil famílias. “É um momento importante para municípios se inteirarem melhor dos programas que o governo oferece, bem como estreitar suas relações com o secretariado”, lembra a secretária da Família, Fernanda Richa.

COPA

O secretário estadual para a Copa 2014, Mário Celso Cunha, ressalta a necessidade de mostrar aos prefeitos os benefícios que o Mundial de futebol trará para o Estado todo. “Muitas das ações são em parceria com a Secretaria do Turismo. Queremos estreitar o relacionamento com municípios que têm esse apelo turístico, seja pelo viés ecológico, religioso ou de negócio, e com cidades que têm condições de oferecer centros de treinamento, como o caso de Maringá, Paranavaí e Ponta Grossa”, afirma.

EDUCAÇÃO

Na área da educação, o governo apresenta aos futuros gestores municipais o funcionamento de programas como o de transporte escolar e alimentação escolar. “Também vamos mostrar formas de planejamento integrado para participar de programas estaduais e federais na área da educação”, afirma o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns.

O Paraná deve ser o primeiro estado a cumprir a determinação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e garantir que 30% dos recursos para compra de produtos para a merenda escolar sejam adquiridos da agricultura familiar, para estimular os pequenos agricultores e gerar emprego e renda nos municípios. Em relação ao transporte escolar, o Governo do Paraná aumentou o repasse de recursos aos municípios de R$ 28 milhões, em 2010, para R$ 58 milhões em 2011 e R$ 80 milhões em 2012.

DESENVOLVIMENTO URBANO

A Secretaria do Desenvolvimento Urbano está disponibilizando parte da sua estrutura de gabinete durante o Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos. O estande da secretaria conta com uma sala de apoio onde o secretário do Desenvolvimento Urbano, Cezar Silvestri, poderá ter audiências com os prefeitos de todo o Paraná, e ainda fazer despachos durante o evento.

“Nosso trabalho é essencialmente municipalista. Estamos presentes com obras em praticamente todos os municípios do Paraná. Neste encontro, queremos detalhar todas as nossas atividades e também orientar os administradores sobre as ações realizadas pelo Paranacidade. Estamos com uma equipe técnica para conversar com os novos prefeitos e apresentar toda a estrutura da secretaria a eles”, detalhou.

Além do canal de comunicação direto com o secretário, o estande da Sedu conta com estrutura especialmente montada para o evento, para fazer demonstrações do programa Sedu/Paranacidade Interativo. O programa consiste em um mecanismo de gestão, controle e integração de informações e indicadores por meio de um sistema de informações georreferenciadas. O sistema busca auxiliar na elaboração e implementação da Política de Desenvolvimento Urbano e Regional do Estado (PDU) assim como a destinação de recursos oriundos do Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios Paraná (SFM).

INDÚSTRIA E COMÉRCIO

O processo de retomada para a industrialização no interior do Estado é um dos pontos principais abordados pela Secretaria de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul. “O programa Paraná Competitivo já garantiu mais de R$ 20 bilhões em novos empreendimentos. Já o Bom Negócio Paraná assegura cursos de qualificação e crédito barato a empreendedores, micro e pequenos empresários de todo o Estado”, conta o secretário Ricardo Barros.

Nos estandes do Governo do Estado, os prefeitos também encontram informações sobre as secretarias da Agricultura e do Abastecimento; Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Saúde; Esporte; Meio Ambiente; Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Turismo; Relações com a Comunidade; Assuntos Estratégicos, além de Celepar, Cohapar, Copel, Fomento Paraná e Sanepar.

O evento com os prefeitos eleitos em Foz prossegue até sexta-feira (30), com palestras, painéis, oficinas e dinâmicas de grupo sobre gestão pública empreendedora, plano estratégico, políticas públicas, desenvolvimento local e o papel das micro e pequenas empresas.

29
nov

PR vai ganhar mais 18 novas escolas em 2013

O Paraná vai ganhar mais 18 novas escolas já no próximo ano, de acordo com o anuncio feito pelo governador Beto Richa e pelo secretário da Educação e vice-governador Flávio Arns. As novas escolas devem custar R$ 60 milhões, e a parceria para as obras foi firmada com o governo federal.

O investimento será adquirido por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR) e deve criar mais de 200 salas de aulas que atenderão mais de 15 mil alunos da rede pública do Paraná.

Matéria completa da Agência de Notícias do Paraná

Paraná construirá 18 novas escolas de ensino fundamental e médio

O Paraná vai construir 18 novas escolas em 2013 (veja lista abaixo). O anúncio foi feito pelo governador Beto Richa e pelo secretário da Educação e vice-governador Flávio Arns. O investimento previsto é de R$ 60 milhões, em parceria com o governo federal, por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR).

O conjunto de obras representa mais de 200 novas salas de aula – benefício direto para cerca de 15 mil estudantes do ensino fundamental e ensino médio. “A educação é prioridade absoluta e todos os esforços do governo buscam garantir ensino de qualidade e a cidadania para nossos jovens”, afirma Richa.

O governador destacou as conquistas da educação estadual nos últimos dois anos. “Isso está bem claro nos processos que estamos promovendo para valorizar o professor, nas reformas e ampliações das escolas, na troca do mobiliário dos estabelecimentos, no novo sistema de avaliação educação básica e agora na construção dessas escolas”, disse o governador.

Flávio Arns disse que os recursos federais aprovados para os projetos das novas escolas estavam sendo negociados desde o ano passado e foram empenhados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). As obras devem ser iniciadas no primeiro semestre do próximo ano.

“Além de escolas urbanas, neste pacote vamos construir também unidades que vão beneficiar comunidades quilombolas e escolas do campo em locais onde estas estruturas são muito necessárias para levar cidadania”, afirma o secretário.

Arns lembrou que um grupo de crianças quilombolas esteve no seu gabinete recentemente para reivindicar a construção da escola Diogo Ramos, em Adrianópolis, no Vale do Ribeira. “Esta é uma das comunidades contempladas neste pacote de obras que agora temos o prazer de anunciar”, disse Arns.

IMPACTO

De acordo com o secretário, a construção das 18 unidades novas terá um grande impacto nas comunidades, porque são esperadas há muito tempo, para atender a demanda por vagas em escolas públicas. As novas escolas também ajudarão a reduzir os gastos com o transporte escolar em alguns municípios, por conta da oferta de ensino mais próximo das comunidades.

Para o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, a construção de novas escolas demonstra o investimento vigoroso que o Estado está fazendo na Educação. “Esses investimentos são fundamentais para um ensino de qualidade. Inclusive aprovamos nesta semana na Assembleia Legislativa o Orçamento para 2013, que prevê R$ 5,4 bilhões para a Educação. O governo Beto Richa também tem cumprido seus compromissos salariais com os professores e investindo fortemente no transporte escolar”, afirmou.

MUNICÍPIOS

Os recursos para a construção das novas escolas são bastante significativos para os municípios. Em Manfrinópolis, no Sudoeste do Estado, por exemplo, o investimento na construção do Colégio Estadual São Cristóvão será de R$ 3 milhões e vai beneficiar 370 alunos da educação normal e 18 da educação especial.

Além de 10 salas de aula novas, vão ser construídos oito ambientes de administração, nove ambientes de serviço, uma sala multiuso, um laboratório de informática e outro de ciências. A escola vai receber também uma biblioteca, quadra coberta, uma casa para o zelador e vai ser possível também a criação da primeira APAE no município. “É muito importante, porque nossos alunos poderão estudar no município e no futuro poderemos ter também o ensino em tempo integral”, disse a secretária municipal de educação, Arlete Zamchi Serafini.

De acordo com a chefe do núcleo de Francisco Beltrão, Ozélia de Fátima Nesi Lavina, o investimento vai proporcionar mais conforto e qualidade para os alunos da região. “Essa comunidade esperava há anos por esse investimento. Agora teremos espaço também para a criação da primeira escola de educação especial no município”, disse Ozélia.

Municípios que vão receber novas escolas
MUNICÍPIO ESCOLA/salas INVESTIMENTO

Adrianópolis Diogo Ramos – 6 R$ 987 mil
Bandeirantes Bela Vista – 14 R$ 4,5 milhões
Campina G. do Sul Jardim Paulista – 20 R$ 4,2 milhões
Campina G. do Sul Ribeirão Grande – 6 R$ 3,3 milhões
Campo Largo Casemiro Karman – 20 R$ 3,8 milhões
Cascavel Jardim Canadá – 12 R$ 3 milhões
Catanduvas Dilma Angélico – 10 R$ 3,2 milhões
Clevelândia Terezinha da Rocha – 8 R$ 3,5 milhões
Cornélio Procópio William Madi – 14 R$ 3,5 milhões
Guarapuava Leni Marlene Jacob – 16 R$ 3,5 milhões
Guarapuava Pedro Carli – 20 R$ 4 milhões
Laranjeiras do Sul José Marcondes Sobrinho – 14 R$ 3,1 milhões
Manfrinópolis São Cristóvão – 10 R$ 3 milhões
Mal. Cândido Rondon Monteiro Lobato – 8 R$ 2,9 milhões
Medianeira Independência/T. Neves – 14 R$ 3,1 milhões
Paranacity Antonio Tortato – 12 R$ 3,1 milhões
Pato Bragado Pato Bragado – 12 R$ 3,5 milhões
Sta. T. do Itaipu Arcângelo Nandi – 10 R$ 3,2 milhões

28
nov

Governo do PR faz encontro com prefeitos eleitos

Com objetivo de apoiar os prefeitos e prefeitas eleitos no Estado, o governo do Paraná se mobilizará a partir de hoje e até sexta, para firmar parcerias, planejar os primeiros dias de administração e identificar os programas estaduais que podem ser implantados nas cidades.

Além disso, a mobilização inclui oficinas e palestras sobre gestão pública empreendedora, plano estratégico, políticas públicas, desenvolvimento local e o papel das micro e pequenas empresas. A iniciativa faz parte do Programa de Estudos Avançados para Líderes Públicos, promovido em parceria entre Governo do Paraná e o Sebrae-PR.

Matéria completa da Agência de Notícias do Paraná

Richa interioriza governo para apoiar prefeitos eleitos

O governo estadual estará mobilizado a partir desta quarta-feira (28) para apoiar prefeitos e prefeitas eleitas de todo o Paraná no planejamento dos primeiros dias de administração e na identificação de programas do Estado que podem ser implementados nos municípios. O Encontro de Prefeitos Eleitos, que vai até sexta-feira em Foz do Iguaçu, contará com a presença do governador Beto Richa, de secretários estaduais e dirigentes de empresas públicas do Paraná.

A equipe do governo apresentará aos gestores municipais os projetos e programas de cada área do Estado, aproximando o governo das administrações para garantir o desenvolvimento das cidades paranaenses. O governador Beto Richa terá um gabinete no local para despachar e receber administradores municipais. A programação inclui ainda oficinas e palestras sobre gestão pública empreendedora, plano estratégico, políticas públicas, desenvolvimento local e o papel das micro e pequenas empresas.

A iniciativa faz parte do Programa de Estudos Avançados para Líderes Públicos, promovido em parceria entre Governo do Paraná e o Sebrae-PR. O objetivo é auxiliar as novas lideranças municipais a planejar os primeiros 100 dias de governo. “Vamos interiorizar o governo e levar ao conhecimento de todos os prefeitos presentes aquilo que o Estado está fazendo. A contribuição que podemos dar vai desde a melhoria dos equipamentos urbanos até o resgate social e geração de renda”, afirma Richa.

Beto Richa disse que a interiorização da administração estadual atende o compromisso de fazer uma gestão democrática e municipalista. O governo terá no evento uma estrutura onde os novos gestores municipais poderão tirar dúvidas diretamente com os secretários, dirigentes ou técnicos das secretarias e órgãos estaduais. Os interessados em participar devem se cadastrar na página www.liderespublicospr.com.br.

“Um governo não se consolida sem a participação efetiva dos municípios. Por isso, este encontro com os prefeitos e prefeitas eleitas do Paraná é de grande significado para o desenvolvimento das cidades. Além disso, representa o entendimento do governador Beto Richa, que já foi prefeito e sabe da importância de um trabalho conjunto entre prefeitura e governo do Estado para bem-estar da população”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Sebastiani.

Cerca de mil pessoas já estão inscritas para participar do encontro, entre prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais, secretários, dirigentes e técnicos do governo estadual, entre outros. A abertura oficial acontece na quarta-feira (28), às 19h30, com a presença do governador Beto Richa, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, e do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Guimarães, entre outras autoridades.

Segundo o secretário para Assuntos Estratégicos, Edson Casagrande, a iniciativa mostra a determinação do governador Beto Richa de administrar o Paraná em parceria com as prefeituras municipais. “Vamos trabalhar unidos pelo bem comum de todos os municípios do Paraná. Essa é uma grande oportunidade de fazer com que todas as lideranças públicas federais, estaduais e municipais se unam para o bem-estar de todas as comunidades”, afirmou Casagrande.

Encontro em Foz do Iguaçu

Local: Hotel Rafagnin Palace

PROGRAMAÇÃO
QUARTA-FEIRA – 28 de novembro
13h às 14h – Credenciamento. Informações, visitas aos estandes.
14h às 17h – Oficina: Aspectos legais para uma gestão sem risco. TCE/PR.
19h30 – Abertura oficial: Governador do Estado do Paraná, presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, presidente do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, Ministros de Estado, Deputados, Senadores, Presidente do Sebrae/PR
Lançamento Programa PROINFRA
21h30 – Jantar de Confraternização.

QUINTA –FEIRA – 29 de novembro
9h00 – Palestra: Cenário econômico e político e impacto nos municípios – Jornalista Luis Nassif.
9h50 – Painel: Cenários, Pequenas Empresas e os Desafios para os eleitos. – Allan Costa; Ricardo Barros.
11h15 – Palestra: O Governo do Paraná e o Desenvolvimento Municipal – Governador Beto Richa.
12h – Programa Proinveste – Luciano Coutinho (BNDES).
12h30 – Oficina: Prioridades/Ações de Governo para o Desenvolvimento Municipal – DO DISCURSO À PRÁTICA – Equipe Sebrae
13h – Almoço servido no local
14h20 – Reinicio dos trabalhos
14h30 – Palestra: Empreendedorismo e Cooperativismo como estratégia para o Desenvolvimento de Pequenos Municípios: o caso de São Roque de Minas João Carlos Leite – Samrocredi.
15h20 – Painel: Família Paranaense e Empreendedorismo – Fernanda Richa – SEDS; Julio Agostini – Sebrae/PR.
16h00 – Intervalo
16h30 – Painel: Ambiente de Negócios Favorável aos Investimentos. – Sebrae/PR; Ercilio Santinoni; Cezar Silvestre – SEDU; José Richa Filho – SEIL.
17h30 – Informe: Pronatec. – Edson Campagnolo – Presidente da Fiep; Dieter Lengning – Fecomercio/PR; Luiz Cláudio Romanelli – SETS.
17h50 – Oficina: Espaço de Consolidação do Plano de Governo. Equipe SEBRAE

SEXTA-FEIRA – 30 de novembro
9h – Apresentação Proinfra – Programa de Infraestrutura Cassio Taniguchi – SEPL.
9h30 – Painel: Compras Públicas como alavanca do Desenvolvimento Municipal Sebrae/PR; Fernando Guimarães – TCE; Norberto Ortigara – SEAB; Mounir Chaowiche – Cohapar.
10h30 – Intervalo.
11h – Reinicio dos Trabalhos.
11h10 – Painel: Crédito e Garantias de Crédito para Fomento à Geração de Renda Municipal – Jefferson Nogaroli (contextualização) – Sebrae/PR; Carlos Alberto dos Santos – Sebrae/NA; Juraci Barbosa Sobrinho – Fomento Paraná; CEF; BRDE.
12h50 – Almoço
14h – Reinicio dos trabalhos
14h10 – Painel: Estratégias para a Formalização de Pequenos Negócios. Sebrae/PR; Ardisson Nain Akel – Jucepar; Juraci Barbosa Sobrinho – Fomento Paraná.
15h – Consolidação do Plano – Equipe Sebrae
15h50 – Encerramento – Aguinaldo Ribeiro, Ministro das Cidades (a confirmar); Luiz Eduardo Sebastiani – Casa Civil, Julio Agostini e Cesar Rissete – Sebrae/PR.
16h30 – Encerramento.

28
nov

Nome do mascote da Copa 2014 é escolhido: Fuleco

Esse final de semana o nome do mascote oficial da Copa do Mundo 2014, que será no Brasil, foi decidido após votação na internet. O nome Fuleco foi o escolhido com mais de 1,7 milhão de votos, ou seja, 48% do total. Os outros dois concorrentes, Zuzeco e Amijubi, ficaram com 31% e 21% dos votos respectivamente.

A Fifa confirmou o resultado e informou que 89% dos brasileiros disseram já terem visto o mascote oficial e consideram o animal símbolo da competição um personagem simpático com nota média de 7,3.

Matéria completa da Gazeta do Povo

Fuleco é o nome do mascote da Copa de 2014

Nome do tatu-bola foi escolhido após receber 48% dos votos. Zuzeco e Amijubi ficaram com 31% e 21%, respectivamente

A Fifa confirmou, no fim da noite do último domingo, que o nome Fuleco foi escolhido para batizar o mascote daCopa do Mundo de 2014. A entidade informou que mais de 1,7 milhão de brasileiros votaram neste nome, o que representou 48% dos votos, enquanto os outros concorrentes, Zuzeco e Amijubi, ficaram respectivamente com 31% e 21% da preferência do público.

Anteriormente, em setembro, o tatu-bola havia sido escolhido como o animal que seria a mascote do Mundial que será realizado no Brasil. E agora o mesmo ganhou o nome de Fuleco, uma união das palavras futebol e ecologia, segundo a Fifa, que destacou ambas como “dois componentes fundamentais da Copa”.

Os nomes escolhidos pela Fifa como opções para a mascote do Mundial chegaram a ser muito criticados pelo público, mas a entidade garantiu que o nome Fuleco está se tornando cada vez mais conhecido no Brasil. Vencidos nesta disputa, Amijubi é uma mistura das palavras amizade e júbilo e Zuzeco é a composição dos verbetes azul e ecologia.

Ao anunciar o nome vencedor que batiza a mascote oficial da Copa a Fifa ressaltou que 89% dos brasileiros disseram já terem visto a mesma, assim como o animal símbolo da competição é considerado um personagem simpático, com nota média de 7,3 neste quesito.

“Enfatizar a importância do meio ambiente e da ecologia é um importante objetivo da Copa do Mundo de 2014. Resultados recentes de uma pesquisa de opinião pública realizada pela Fifa em 2012 no Brasil confirmam a importância dos temas da sustentabilidade e do meio ambiente entre o público do país-sede. Mais de 90% dos brasileiros acreditam que a Copa do Mundo de 2014 deve ser ecologicamente correta”, ressaltou a Fifa no comunicado que distribuiu na noite deste domingo.

Além da preocupação com a questão ecológica, a entidade que controla o futebol mundial enfatizou que o Fuleco teve quatro características mais marcantes destacadas pelo público. Foram elas: “brasileiro”, “natureza”, “amigável” e “paixão pelo futebol”.

A Fifa também voltou a destacar que o tatu-bola é um embaixador da Copa de 2014 e desempenhará um papel importante para “motivar torcedores no mundo todo com a sua paixão pelo esporte e pelo Brasil”.