Skip to content

Categoria ‘Educação Integral’

17
out

Escolas podem ficar proibidas de cobrar na lista de material itens de uso coletivo

Fonte: Agência Brasil

Uma prática comum em escolas e considerada abusiva por muitos pais e órgãos de defesa do consumidor pode estar com os dias contatos. As instituições de ensino poderão ser proibidas de exigir dos alunos a compra de material escolar de uso coletivo ou de cobrar pagamento adicional para cobrir os gastos com esses produtos.

A proposta foi aprovada nesta terça-feira (15) por unanimidade pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa de Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado. Caso não haja apresentação de recurso para votação em plenário, o texto segue direto para sanção presidencial.

De acordo com o texto, os custos de material escolar de uso coletivo nas escolas deverão ser sempre considerados no cálculo do valor das anuidades ou das semestralidades escolares. Read moreRead more

16
out

Governo financiará projetos que atendam demandas da indústria

Fonte: Ministério da Educação

A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) lançou chamada pública para financiar projetos de pesquisa aplicada e extensão tecnológica para atendimento às demandas da indústria e demais setores produtivos. A chamada ficará aberta até 8 de novembro e prevê a aplicação de até R$ 20 milhões.

A iniciativa, em parceira com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), seleciona projetos que visem contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, realizados por pesquisadores vinculados aos institutos federais. O objetivo é dar aporte financeiro aos projetos com impacto no aumento da competitividade econômica da indústria e na inclusão social. Read moreRead more

16
out

PIB aumenta R$ 1,78 a cada R$ 1 investido no Bolsa Família, diz Ipea

Fonte: Agência Brasil

Criado pela Lei 10.836, de 9 de janeiro de 2004, o Bolsa Família vai completar dez anos. Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a cada R$ 1 investido no programa de transferência de renda provoca aumento de R$ 1,78 no Produto Interno Bruto (PIB).

O estudo aponta ainda efeitos do programa no consumo das famílias. “O Programa Bolsa Família é, por larga margem, a transferência com maiores efeitos sobre o PIB, que aumenta R$ 1,78 a cada R$ 1 adicionado ao programa. Ou seja, nessas condições, um gasto adicional de 1% do PIB no programa, que privilegia as famílias mais pobres, gera aumento de 1,78% na atividade econômica – e de 2,40% sobre o consumo das famílias –, bem maior que o de transferências previdenciárias e trabalhistas crescentes de acordo com o salário do beneficiário”, dizem os pesquisadores em trecho do livro Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania, que será lançado no próximo dia 30. Read moreRead more

16
out

Estímulo de professor ajuda a decidir a vida do estudante

Fonte: Ministério da Educação

O professor José Milton Melo é sempre lembrado pela doutora em matemática Ana Maria Menezes como o grande responsável por seu interesse pela disciplina. O encontro inicial ocorreu quando ela cursava o nono ano (antiga oitava série) do ensino fundamental no Colégio Estadual Murilo Braga, no município de Itabaiana, região central de Sergipe, e prosseguiu durante todo o ensino médio.

“Sempre tive certa facilidade em matemática, mas até conhecer o professor Milton não tinha noção de quão bonita ela é”, diz Ana Maria. “Ele sempre me estimulava a ir além no estudo da matéria e passava problemas interessantes e desafiadores”, salienta. Ela avalia as aulas do professor como motivadoras. “Ele gostava de explicar o porquê das coisas.” Read moreRead more

15
out

Ciência sem Fronteiras abre novas chamadas para 11 países

Fonte: Agência Brasil

Seleção será aberta nesta terça-feira (15) e inscrições seguem até 29 de novembro

O Programa Ciência sem Fronteiras abre a partir desta terça-feira (15) a seleção para estudantes que queiram concorrer a bolsas em cursos na modalidade graduação sanduíche em 11 países. As chamadas estão publicados na edição de hoje (14) do Diário Oficial da União.

As inscrições vão até 29 de novembro e o edital completo de cada chamada será publicado no site www.cienciasemfronteiras.gov.br.

Os países com oferta de vagas são Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Irlanda, China, Hungria, Japão e Áustria. Read moreRead more

15
out

Em 83 cidades, feira de troca de brinquedos estimula consumo consciente das crianças

Fonte: Agência Brasil

Em 83 cidades, brincadeiras, interação e troca de brinquedos são as formas como o Dia da Criança será comemorado. A iniciativa promovida pelo Ministério do Meio Ambiente, em parceria com o Instituto Alana, pretende estimular a reflexão sobre o consumo consciente do público infantil.

Ao participar pela primeira vez da experiência de trocar brinquedos, Isabelle Pimenta, de 10 anos, se encantou com as bonecas que conquistou. “Para mim, mesmo usados, esses brinquedos são novos. Estou feliz com meu presente”, descreve. Em Brasília, a previsão dos organizadores é reunir mais de 200 famílias para a troca de mil brinquedos.

Para o pai de Isabelle, Moroni Pimenta, a iniciativa permite que as crianças compartilhem brinquedos e pratiquem o desapego de objetos que não usam mais. “O brinquedo que não é mais usado pela minha filha, pode servir para alegrar outra criança. Essa é uma forma de praticar o desapego de brinquedos que ficam esquecidos e encostados dentro de casa”, conta. Read moreRead more

11
out

Conferência termina e reforça meta de erradicar piores formas de trabalho infantil até 2016

Fonte: Agência Brasil

Carta de Brasília, documento final da 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil, que ocorreu nesta semana, reafirmou o compromisso dos países em erradicar as piores formas de trabalho infantil em 2016, ainda que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) acredite quedificilmente a meta, assumida em 2010, será cumprida a tempo.
Na manhã desta quinta, os líderes da conferência, representantes de trabalhadores, de empregadores e de governos debateram a carta, que menciona o reconhecimento da necessidade de se reforçarem as ações nacionais e internacionais em relação ao combate do uso de mão de obra de crianças e adolescentes.
A expectativa é que fossem elencados, no documento final, novos compromissos dos países para depois de 2016 – prazo abarcado pelas metas assumidas na Conferência de Haia, em 2010. O que ocorreu, no entanto, foi a manutenção e reforço das ações já existentes – como a intensificação e a melhoria dos serviços públicos; a cooperação tripartite entre governos, empregadores e trabalhadores; a formalização do mercado de trabalho; o aprimoramento de métodos estatísticos e o engajamento da sociedade civil em relação ao tema.

9
out

Haitianos recebem aulas de português em Curitiba

Fonte: Gazeta do Povo

Após adotar o Brasil como lar, migrantes do Haiti estudam a língua portuguesa para romper barreiras nos estudos e no trabalho

Quando decidiu deixar o Haiti, há sete meses, o professor de Física Fednel Pierressaint, 24 anos, não imaginava que o idioma seria uma barreira tão grande, talvez até maior do que o preconceito enfrentado para ser um cidadão no Brasil. A exemplo de seus mais de mil conterrâneos que, estima-se, vivem na região de Curitiba, Fednel tem mais estudos que boa parte dos brasileiros, fala francês e crioulo (um dialeto haitiano), mas, mesmo assim, não consegue emprego melhor do que assentar tijolos na construção civil. A alternativa para tentar mudar esse cenário surgiu há pouco mais um mês: lições de língua portuguesa.

Fednel e outros 40 haitianos de Curitiba se reúnem nas noites de segunda a quinta-feira, na Escola Municipal Professor Brandão, no Alto da Glória, para aprofundar o contato com o idioma. “O que eu quero é, de dia em dia, falar melhor a língua, para explorar minha capacidade. Nunca pensei em trabalhar na construção. Não é minha vocação”, diz Fednel, pausadamente, em um português claro – prova de que as aulas têm ajudado. Read moreRead more

8
out

Enem deixa alunos fora do Ciência sem Fronteiras

Fonte: O Estado de S. Paulo

Novo critério. Exigência da prova para seleção impede que estudantes de instituições como USP, Unicamp e ITA participem

Desde que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se tornou obrigatório para a seleção do programa de bolsas no exterior Ciência sem Fronteiras (CsF), em junho, candidatos de graduação nas principais universidades do País, como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o Instituto Militar de Engenharia (IME), foram pegos de surpresa e não conseguirão participar do intercâmbio.

O Ministério da Educação (MEC) mudou as regras do edital do programa de graduação sem aviso prévio e três dias antes do prazo final de inscrição do Enem 2013. Mesmo quem se inscreveu para a prova deste ano não poderá usar a nota, já que a prova será realizada depois da divulgação das convocações do primeiro semestre. Read moreRead more

8
out

30% dos cursos tiveram desempenho insatisfatório no Enade, diz MEC

Fonte: FolhaPress

Resultado é referente a provas aplicadas em 2012, quando participaram do exame formandos de cursos como Direito, Administração, Relações Internacionais, Psicologia e Comunicação Social

Cerca de 30% dos cursos avaliados pelo Ministério da Educação (MEC) receberam nota insatisfatória no Enade, avaliação federal do ensino superior.

Confira aqui a nota da sua instituição de ensino.

Em 2012, a pasta avaliou 7.228 cursos de 1.646 instituições de ensino superior. Eles foram reunidos em uma base de cálculo de 6.306 unidades – cursos de uma mesma instituição realizados em um mesmo município são agrupados. Ao todo, 536 mil estudantes, do último e penúltimo semestre da graduação, fizeram a prova.

O exame é aplicado para um mesmo grupo de cursos a cada três anos – os dez cursos de bacharelado e seis tecnológicos que participaram do Enade em 2012 também foram avaliadas em 2009. Entre eles estão Direito, Administração, Relações Internacionais, Psicologia e Comunicação Social. Read moreRead more